Características epidemiológicas de adolescentes grávidas assistidas na Atenção Primária

Julimary Larissa Mendes Ottoni, Maísa Tavares de Souza Leite, João Paulo Lopes da Silva, Cristiane Vieira Paulino, Igor Fernando Barros Pires, Carlos Alberto Quintão Rodrigues

Resumo


A atenção primária como cenário maior de prevenção, promoção de saúde e atenção em todos os ciclos de vida é responsável também pela integralidade do cuidado aos adolescentes. Conhecer as características epidemiológicas das adolescentes grávidas, a partir da Estratégia
de Saúde da Família, é importante para a equipe avaliar e monitorar a sua atuação. O presente trabalho é uma pesquisa quantitativa, descritiva e transversal com o objetivo de caracterizar o perfil socioeconômico, sexual/ginecológico e familiar de jovens cadastradas em uma equipe da Estratégia de Saúde da Família (ESF), em Montes Claros/MG que engravidaram na adolescência. A amostra compreendeu 35 adolescentes que engravidaram entre 2007 e 2009.
O instrumento de coleta de dados foi a entrevista semiestruturada e as informações lançadas no banco de dados do Software SPSS 14.0 for Windows. A maioria das entrevistadas era parda, solteira, alfabetizada, de baixa renda e teve iniciação precoce da atividade sexual sem
prevenção. A escola foi o local de maior acesso a informações sobre contracepção e o diálogo sobre sexualidade pode ser encarado como um desafio dentro das famílias dessas jovens. Os resultados mostram que há relação entre aspectos socioeconômicos e gravidez não planejada, além de um distanciamento entre as informações disponíveis sobre sexualidade e os adolescentes, levando-os a uma prática sexual sem proteção, principalmente na primeira experiência sexual. O conhecimento desse perfil epidemiológico das adolescentes grávidas e dos principais aspectos da sexualidade pode contribuir na elaboração de políticas de
prevenção de gravidez precoce adequadas para essa população.

Palavras-chave


Gravidez na adolescência; Atenção Primária à Saúde;Anticoncepção; Educação sexual; Relação familiar

Texto completo:

PDF