Acesso às ações de controle da hanseníase na atenção primária à saúde em uma microrregião endêmica de Minas Gerais

Fernanda Lanza, Francisco Carlos Félix Lana

Resumo


As ações de controle da hanseníase (ACH) estão descentralizadas na Estratégia de Saúde da Família (ESF). O objetivo do estudo é analisar o acesso às ACH na Atenção Primária à Saúde dos municípios da microrregião de Almenara, Minas Gerais. Trata-se de uma pesquisa qualitativa realizada em nove municípios dessa microrregião. Os sujeitos do estudo foram constituídos por 45 profissionais de saúde. Como técnicas para a coleta de dados, foram utilizadas a entrevista semiestruturada e a pesquisa documental e essa coleta ocorreu de novembro 2007 a fevereiro 2008. Para tratamento e análise dos dados, foi utilizada a Análise de Conteúdo. Os resultados apontam que a cobertura da ESF não assegura que a totalidade da população possua acesso às ACH.  O acesso é determinado pela priorização desse agravo na política de saúde, pela presença de profissionais capacitados e comprometidos na realização das ACH, pela disponibilização de instrumentos para a realização do exame dermatoneurológico, pelo oferecimento do exame baciloscópico e pela disponibilização de recursos para a divulgação dos sinais e sintomas da hanseníase para a população. Concluímos que as ACH que são ofertadas pelos serviços de saúde dos municípios da microrregião de Almenara são influenciadas pelo nível de organização tecnológica desses serviços.

Palavras-chave


Acesso aos Serviços de Saúde, Hanseníase; Prevenção & Controle; Atenção Primária à Saúde

Texto completo:

PDF