A SIMBOLOGIA DO MEDICAMENTO PARA HIPERTENSOS ACOMPANHADOS PELA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

Geandra Batista Lima Nunes, Lídya Tolstenko Nogueira, José Ivo dos Santos Pedrosa

Resumo


Trata-se de uma minietnografia, com o objetivo de analisar as representações simbólicas dos medicamentos para os hipertensos. Os informantes foram 15 pessoas portadoras de hipertensão arterial e acompanhadas pela Estratégia Saúde da Família.  Realizou-se a pesquisa através de entrevistas, observações participantes e registros em diário de campo. Da análise, utilizando a hermenêutica dialética, emergiram três categorias com representações simbólicas de soberania, de poder de cura e de ausência de riscos, que colocam o medicamento, enquanto objeto social, em uma posição de determinante de um bom estado de saúde. Conclui-se que a crítica, o entendimento do processo terapêutico e a valorização da cultura e da subjetividade não vêm sendo estimulados e/ou realizados devido ao reducionismo biomédico e à hegemonia deste modelo junto à sociedade.

Descritores: Preparações Farmacêuticas; Hipertensão; Cultura.


Palavras-chave


Preparações Farmacêuticas; Hipertensão; Cultura.

Texto completo:

PDF