CATEGORIAS DE ALEITAMENTO MATERNO SEGUNDO A VISÃO DOS PROFISSIONAIS DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE FAMÍLIA EM BELO HORIZONTE/MG

Savia Madalena Moura Vieira, Maria Marta Amancio Amorim, Milce Braga de Moura

Resumo


Objetivo: investigar os critérios utilizados pelos profissionais da equipe de saúde da família na classificação dos tipos de aleitamento materno. Metodologia: estudo quantitativo, observacional-secccional realizado na atenção primária à saúde em Belo Horizonte. Aplicou-se um formulário a 80 mães de lactentes para investigar os critérios utilizados por 57 profissionais da equipe de saúde da família na classificação dos tipos de aleitamento. Resultados: os maiores coeficientes de variação foram encontrados para os critérios de classificação do Aleitamento Materno Exclusivo (AME) e Aleitamento Misto (AM) - 41,2% e 20,5%, respectivamente. O critério para Aleitamento Materno Predominante (AMP) era desconhecido pela maioria dos profissionais. A prevalência do AME foi de 25%; AMP - 10%; AM - 38%; AA - 27% e 73% das crianças menores de 1 ano eram amamentadas. Conclusão: os resultados indicaram que as prevalências encontradas, embora ainda fora do ideal preconizado, demonstraram que a situação encontra-se mais promissora do que até então estava sendo registrado.


Palavras-chave


atenção primária à saúde, lactente, leite materno

Texto completo:

PDF