CONSUMO ALIMENTAR, ESTADO NUTRICIONAL E RISCO DE DOENÇA CARDIOVASCULAR EM UNIVERSITÁRIOS INICIANTES E FORMANDOS DE UM CURSO DE NUTRIÇÃO, VIÇOSA-MG

Nathália Won Rondow Moreira, Luíza Carla Vidigal Castro, Lisiane Lopes Conceição, Maria Sônia Duarte

Resumo


Comparou-se o consumo alimentar, o estado nutricional e o risco de doenças cardiovasculares em universitários iniciantes e formandos de um curso de Nutrição em Viçosa-MG. O estudo foi de delineamento transversal e utilizou-se o método recordatório 24h e o Guia Alimentar para a População Brasileira como padrão.  Índice de Massa Corporal (IMC), características socioeconômicas, de estilo de vida e de história familiar para doenças cardiovasculares também foram incluídos no estudo. As universitárias apresentaram, em relação à alimentação, fatores de risco e de proteção para doenças cardiovasculares e não foram observadas diferenças para os itens avaliados entre os dois grupos, com exceção para o consumo de fibras e porções de frutas. Os dados encontrados são preocupantes e o esperado era que o grupo de estudantes formandas apresentassem hábitos mais saudáveis. Ressalta-se que o público estudado será disseminador de hábitos alimentares e de estilo de vida saudáveis e, dessa forma, torna-se necessário o desenvolvimento de estratégias que culminem com a mudança do comportamento dessa população.


Palavras-chave


Estudantes, Consumo alimentar, Estado nutricional, Doenças cardiovasculares

Texto completo:

PDF