AS DIFERENTES FACETAS DO SOFRIMENTO DAQUELE QUE CUIDA: UMA REVISÃO SOBRE O CUIDADOR

Leonardo Cançado Monteiro Savassi, Celina Maria Modena

Resumo


Esta revisão integrativa objetivou analisar a literatura acerca da sobrecarga do cuidador, considerando-o como um ator vulnerável dentro do seu processo de atuação. Encontrou-se que cuidadores dividem-se entre familiares e profissionais, com diversos arranjos e formatos de cuidado, em situações que são mais dependentes das necessidades individuais de cada paciente do que propriamente da doença em questão. O cuidado, além disto, é uma questão de gênero, sendo as mulheres as encarregadas deste ato por questões culturais, religiosas ou familiares.  Cuidar é um ato dicotômico, de satisfação pessoal e de adoecimento, que gera diferentes facetas do sofrimento nos níveis físico, mental, social e espiritual, e está caracterizado na literatura por uma rica epistemologia.

Palavras-chave


Cuidadores, Esgotamento Profissional, Serviços de Assistência Domiciliar

Texto completo:

PDF