A APLICABILIDADE DOS INDICADORES DE SAÚDE NO CONTEXTO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Amanda Lúcia Ferreira, Ana Christina Ferreira Magalhães, Larissa Pedrosa Corrêa, Marcela da Costa Rodrigues, Selma Maria da Fonseca Viegas

Resumo


A implantação dos indicadores de saúde é de grande relevância. Os indicadores, quando bem administrados, são uma ferramenta fundamental para a gestão de programas e serviços como para avaliação do sistema de saúde. Trata-se de um estudo de casos múltiplos qualitativo que objetivou conhecer a compreensão dos profissionais de equipes Saúde da Família e das equipes de apoio sobre o uso de indicadores de saúde na Atenção Primária à Saúde (APS), em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. No município, atualmente, são trabalhados 26 indicadores, que foram apresentados e discutidos nas Oficinas de Qualificação da APS, promovidas, em 2010, pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e pela Escola de Saúde Pública de Minas Gerais. Para se trabalhar com indicadores, é necessário que os profissionais envolvidos no processo sejam devidamente treinados a ponto de ter uma real compreensão sobre os indicadores. Os resultados demonstram que alguns profissionais apresentam um amplo conceito sobre os indicadores. Outros têm noções incipientes. De modo geral, é baixa a aplicabilidade dessa ferramenta. Isso se reflete nas ações, no desenvolvimento de programas e no alcance de metas, evidenciando que há obstáculos a serem enfrentados pelas equipes de Saúde da Família. Percebe-se a necessidade de uma educação permanente para os profissionais de saúde para que as equipes sejam cada vez mais capacitadas a trabalhar com efetividade os indicadores de saúde visando a qualidade da assistência à saúde na Atenção Primária.

Palavras-chave


Indicadores básicos de saúde; Programa Saúde da Família; Atenção Primária à Saúde; Educação Profissional em Saúde Pública.

Texto completo:

PDF