ACESSO DOS USUÁRIOS AOS SERVIÇOS DE SAÚDE NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: PERCEPÇÃO DOS ENFERMEIROS

Maristela Inês Osawa Chagas, Clarissa de Maria Tomás Farias, Fiama Kécia Silveira Teófilo, Ana Suelen Pedroza Cavalcante

Resumo


A universalidade e a garantia de acesso por meio dos cuidados primários de saúde têm sido preconizadas em vários países do mundo como forma de se alcançar maior equidade e satisfação das expectativas dos usuários em relação aos serviços de saúde. O estudo objetiva conhecer a percepção dos enfermeiros sobre o acesso aos serviços dispensados aos usuários de um Centro de Saúde da Família (CSF), em Sobral – CE. As informações foram coletadas através de questionário aberto contendo questões referentes à caracterização dos informantes e a percepção dos sujeitos acerca da qualidade do acesso dos usuários aos serviços oferecidos pela Unidade. Para análise recorreu-se a técnica da análise temática cujas informações foram organizadas e discutidas à luz da literatura pertinente. Dentre os principais resultados sobressaem que há deficiência no que diz respeito à demora na marcação de consultas especializadas, a falta constante de medicamento e o número excessivo de famílias distribuídas por equipe multiprofissional. Percebe-se que prevalece a procura por tratamentos menos complexos e que a maioria dos problemas pode ser resolvido na própria unidade de saúde. Fica evidente que os problemas encontrados dificultam e limitam o acesso dos usuários à serviços de saúde de qualidade.


Palavras-chave


Atenção Primária a Saúde; Acesso aos Serviços de Saúde; Percepção

Texto completo:

PDF