Capacitação em Genética Médica para residentes em Medicina de Família e Comunidade: relato de experiência

Débora Gusmão Melo, Thiago Luccas Correa dos Santos Gomes

Resumo


Este trabalho é o relato de uma experiência de capacitação, vivenciado por um residente do segundo ano do Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade da Universidade Federal de São Carlos, no Ambulatório de Genética Médica. A capacitação teve duração total de 60 horas, sendo 40 horas de atividades clínicas no ambulatório e 20 horas de atividades teóricas. O objetivo era que o residente se apropriasse de alguns fundamentos teóricos da genética médica, a partir da constatação das suas implicações na prática clínica, tornando a aprendizagem significativa. O médico residente foi capacitado para conduzir os problemas genéticos comuns no nível da atenção primária à saúde, encaminhando para o especialista somente aqueles pacientes que requerem cuidados especiais em termos de diagnóstico, investigação e tratamento. Foram enfatizadas as ações de cuidado em saúde possíveis de serem realizadas na atenção primária, notadamente no sentido de prevenção de deficiência mental e de anomalias congênitas. Com esta experiência, espera-se ter contribuído para formação de um médico de família e comunidade mais competente na área da genética médica.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />


Palavras-chave


Genética médica; atenção primária à saúde; educação médica; serviços em genética

Texto completo:

PDF