AVALIAÇÃO DA ATENÇÃO PRÉ-NATAL: ESTUDO DE BASE POPULACIONAL

Fernanda Penido Matozinhos, Larissa Loures Mendes, Clara de Jesus Marques Andrade, Gustavo Velasquez-Melendez

Resumo


Objetivo: Avaliar a assistência prestada à gestante, por meio de indicadores relacionados com a atenção ao pré-natal previstos pelo Protocolo de Pré-Natal e Puerpério do Ministério da Saúde.

Métodos: Este estudo utiliza como base de dados a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher (PNDS), pesquisa domiciliar por amostragem probabilística complexa, ocorrida em 2006, que traça um perfil da população feminina em idade fértil. O estudo é de delineamento transversal e a população de estudo constituiu-se de todas as mulheres entre 15 e 49 anos de idade.

Resultados: A população final foi composta por 588 mulheres. Apenas 10,6% das participantes receberam assistência pré-natal plenamente adequada, ou seja, todos os parâmetros preconizados pelo Protocolo de Pré-Natal e Puerpério do Ministério da Saúde e utilizados neste estudo foram integralmente atendidos.

Conclusões: Os achados forneceram evidências importantes de que ainda é elevado o percentual de gestantes que recebem assistência pré-natal inadequada. 


Palavras-chave


Assistência Pré-Natal; Escore; Atenção Primária.

Texto completo:

PDF