ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE COMO INSTRUMENTO PARA O ALCANCE DOS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO

Silvia Carla da Silva André, Angela Maria Magosso Takayanagui

Resumo


O artigo enfoca a relação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) e a Atenção Primária à Saúde (APS). Apresenta um breve relato da origem dos cuidados primários à saúde e promoção da saúde. Aponta, a seguir, as conferências e reuniões realizadas pela Organização Mundial da Saúde, que afirmava a necessidade de oferecer à população, serviços de saúde de qualidade e com equidade à população. Para isso seria necessário priorizar os cuidados primários à saúde, por meio de uma reorientação dos serviços de saúde, enfocando o desenvolvimento da promoção da saúde. Nessa perspectiva, os cuidados primários à saúde passaram a integrar o processo de desenvolvimento socioeconômico de um país, o que faz entender que as atividades de saúde devem ser coordenadas com os outros setores sociais. O artigo, também faz um relato sobre os oito ODM definidos pela Declaração do Milênio, além de destacar as metas a serem cumpridas pelos Estados-Membros até 2015. Destaca-se ainda, o Relatório sobre a Saúde do Mundo de 2004 da OMS, que reafirmou a necessidade de melhoria das condições de saúde das populações pobres, como sendo essencial para o cumprimento dos ODM. Em seguida, enfatiza-se que os serviços de saúde que trabalham sob à luz da APS, através de medidas simples de prevenção de doenças e promoção da saúde, conseguem alcançar um grande número de pessoas, contribuindo de forma singular para o alcance dos ODM, por meio da redução da morbimortalidade infantil, promoção da saúde materna, combate ao HIV e doenças endêmicas. 


Palavras-chave


Saúde Pública, Atenção Primária à Saúde, Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Texto completo:

PDF