DIAGNÓSTICO DAS AÇÕES DE SAÚDE DE RESIDENTES MULTIPROFISSIONAIS NA ATENÇÃO BÁSICA

Thamires Máximo Neves, Anamaria Siriani de Oliveira

Resumo


Com o intuito de apoiar a Equipes de Saúde da Família na rede de serviços do SUS os Núcleos de Apoio foram criados. Diante deste modelo de atenção as prefeituras municipais passam a demandar novos profissionais de saúde com perfis diferenciados e as Residências Multiprofissionais em Saúde (RMS) vem de encontro a este novo cenário. O objetivo deste estudo foi descrever o perfil das ações ofertadas à população e a equipe no nível básico de atenção pelos profissionais de uma Residência Multiprofissional em Saúde. É um estudo descritivo com dados coletados de planilhas de produção dos residentes de maio a dezembro de 2013, com participação de sete profissões totalizando 192 planilhas. Destas, 186 planilhas foram analisadas (96,87%). Das atividades desenvolvidas 27,32% foram de auxílio para a equipe de saúde da família, 33,98% para assistência através de atendimentos, 29,26% para ações coletivas e 9,44% para outras ações. Outras 62 atividades foram citadas e houve 31 grupos educativos com temas variados. Os perfis das ações foram diferentes de acordo com as profissões analisadas. Embora a RMS seja um programa novo e que ainda tenha que ser aprimorado, tal RMS contribui na formação profissional e na conscientização das equipes e da população para importância da atuação destes profissionais na atenção básica. 


Palavras-chave


Atenção Primária à Saúde; Saúde da Família; Educação Profissional em Saúde Pública; Sistema Único de Saúde; Profissionais da saúde

Texto completo:

PDF