PREVALÊNCIA DE CÁRIE EM ESCOLARES DA ZONA RURAL DE INDAIABIRA, MINAS GERAIS, BRASIL

Maurício da Rocha Dourado, João Henrique Aguiar Rebelo, Aline Leal Rocha, Thalita Thyrza de Almeida Santa-Rosa

Resumo


O agravo que mais frequentemente afeta a saúde bucal da população é a cárie dentária, considerada um problema de saúde pública. Este trabalho objetivou conhecer a experiência de cárie entre escolares do município de Indaiabira-MG visando subsidiar o planejamento de ações de promoção, prevenção e restauração da saúde bucal dessa população. Participaram os escolares residentes na zona rural, na faixa etária de 5 a 14 anos, sendo os dados colhidos nos prontuários odontológicos com autorização prévia da Secretaria Municipal de Saúde. Foram avaliados 637 escolares, 53,5% eram do sexo masculino. Estavam livres de cárie 242 crianças, 38% do total avaliado. O índice ceo para a idade de 5 anos foi de  4,25 (±3,219), e o CPOD para as idades de 12 e 14 anos foi respectivamente 4,19 (±2,721) e 4,86 (±2,92) com grande participação do componente cariado e  necessidade de tratamento restaurador. É importante que se faça a intervenção nas idades iniciais buscando prevenir a instalação da doença e de suas consequências na população adulta e idosa.


Palavras-chave


levantamento epidemiológico, cárie dentária, escolares, zona rural

Texto completo:

PDF