A COMPETÊNCIA PROFISSIONAL E A ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA: DISCURSO DOS PROFISSIONAIS

Alessandra Fernandes Ribeiro, Paula Moraes Rezende, Sueli Maria dos Reis Santos, Darcília Maria Nagen da Costa

Resumo


Este estudo exploratório, descritivo, de natureza qualitativa, teve como objetivo caracterizar, no discurso dos profissionais
que atuavam no PSF e cursavam Especialização em Saúde da Família na Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil, o significado do termo competência profissional e seus pilares, visto que a competência é o elemento chave para atuação dos profissionais na lógica dos princípios do Sistema Único de Saúde e da Estratégia Saúde da Família. Vinte e dois profissionais fizeram parte da pesquisa e a coleta de dados se deu por meio de um questionário e a captação das respostas ocorreu nos meses de novembro e dezembro de 2006. As prioridades para o campo de atuação do profissional em saúde da família foram, na ordem que segue, a partir do mais votado: atenção
à saúde, educação permanente, tomada de decisões, comunicação e liderança, administração e gerenciamento. Contudo, os profissionais sujeitos da pesquisa demonstraram
conhecer a competência em seu aspecto tecnicista, assim, o entendimento sobre conhecimento explicitando vertentes de competência, ou seja, habilidade e atitude ficaram confusas, uma vez que estes apresentaram dificuldades
para dissociar o termo habilidade do conceito global de competência. As respostas, de um modo geral, perpassaram pelo conhecimento e atitude. A maior dificuldade
foi relacionada à atitude, confundida com habilidade e, principalmente, com o conhecimento. Conclui-se que, devido à dificuldade de expressar o entendimento sobre competência profissional e seus pilares, os profissionais não têm facilidade em identificar o conhecimento, a habilidade e a atitude nas atividades que executam na Saúde da Família.
A capacidade de enfrentar situações e acontecimentos próprios do campo profissional, com iniciativa e responsabilidade,
com inteligência prática e com capacidade para coordenar-se com outros atores na mobilização de suas capacidades, reflete a competência profissional.

Texto completo:

PDF