CONSUMO DE MEDICAMENTOS POR ADULTOS USUÁRIOS DE TRÊS UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA DE SANTA ROSA-RS: PERFIL E FATORES ASSOCIADOS

Vanessa Adelina Casali Bandeira, Karla Renata de Oliveira, Ana Paula Griep Asmann, Daniela Danisa Perassolo, Christiane de Fátima Colet, Vanessa Boeira Flores

Resumo


Este estudo teve como objetivo descrever o perfil de consumo de medicamentos e identificar fatores associados entre adultos que aguardavam por atendimento na sala de espera de três unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município de Santa Rosa-RS. Trata-se de um estudo transversal, analítico e descritivo. A coleta de dados foi realizada durante três semanas no mês de agosto de 2014, uma semana em cada unidade. Os dados obtidos foram analisados estatisticamente através do teste Anova, seguido de Test T de Student para as amostras independentes. Identificou-se entre os entrevistados que 58,95% utilizam medicamentos de forma contínua, com média de 2,08 medicamentos/indivíduo. Entre as variáveis relacionadas ao uso contínuo de medicamento observou-se a faixa etária, acima de 50 anos, presença de doença crônica, escolaridade e frequência de uso dos serviços da unidade de saúde. Entre as variáveis que não apresentaram relação identificou-se prevalência de mulheres (86,03%), uso correto dos medicamentos (83,84%), o recebimento de orientações para o uso de medicamentos (96,07%), os que referiram cuidar da alimentação (73,36%) e o sedentarismo (71,62%). Garantir acesso a medicamentos encontra-se entre as diretrizes do SUS, porém, é responsabilidade do serviço de saúde promover a utilização desses produtos de forma eficaz e segura, como estratégia para estes objetivos apresenta-se a sensibilização e capacitação das equipes de saúde e o incentivo a corresponsabilização do usuário de medicamentos sobre o seu tratamento, processo que pode ser desenvolvido através da educação em saúde e do matriciamento, sendo fundamental a participação do farmacêutico nesse processo, apoiando e apoiado pela equipe de saúde de cada unidade.


Palavras-chave


Farmacoepidemiologia; Polifármacos; Saúde da Família; Uso de Medicamentos.

Texto completo:

PDF