AVALIAÇÃO DA ADESÃO AO TRATAMENTO DE PACIENTES USUÁRIOS DE INSULINA EM UMA UNIDADE DE ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Henrique Trevizan, Denise Bueno, Luciane Koppitke

Resumo


O diabetes é um grupo de alterações metabólicas caracterizadas por hiperglicemia e associadas a complicações e disfunções em vários órgãos, como coração, cérebro, rins e vasos sanguíneos. O objetivo deste estudo foi avaliar a adesão ao tratamento de insulina NPH, a freqüência da retirada desta insulina na farmácia, a determinação do perfil populacional de diabéticos insulino-dependentes e os fatores de não adesão ao tratamento com insulina NPH. Foi um estudo quanti-qualitativo, com abordagem exploratório-descritivo. O estudo foi realizado em uma unidade de saúde, do Serviço de Saúde Comunitária, vinculada ao Grupo Hospitalar Conceição (GHC). O critério de inclusão no estudo foi a não retirada de insulina NPH na Unidade de Saúde há mais de três meses consecutivos. Com esses sujeitos foi aplicado questionário para levantamento das causas de não adesão. Estudos desta natureza podem facilitar o desenvolvimento de estratégias que contribuam para o aumento da adesão a esta terapêutica. 


Palavras-chave


Adesão ao tratamento; Diabetes Mellitus Tipo 2; Atenção Primária à Saúde; Insulina.

Texto completo:

PDF