AVALIAÇÃO DO PERFIL DE ESTILO DE VIDA DE USUÁRIOS QUE PRATICAM EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR COMPARADO A USUÁRIOS SEDENTÁRIOS INSERIDOS EM UMA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA – REGIÃO SUDESTE DO BRASIL

Daniela Santos de Lourenço Pereira, Anamaria Siriani de Oliveira, Rinaldo Eduardo Machado de Oliveira

Resumo


Objetivo: identificar, caracterizar e comparar o perfil de estilo de vida em indivíduos que praticam exercício físico regular e indivíduos sedentários, adscritos na área de abrangência de um Núcleo de Saúde da Família (NSF) da região sudeste. Método: Estudo descritivo, quantitativo, de corte transversal, com população alvo de 40 indivíduos de 43 a 81 anos de idade. Foi aplicado questionário sociodemográfico, questionário Perfil do Estilo de Vida Individual (PEVI) e Pentáculo do Bem-estar (PBE). Análise de dados: Utilizamos frequências absolutas e relativas, medidas de posição (média, mediana, mínima e máxima) e dispersão (desvio-padrão). O Teste t de Student não pareado e bicaudal foi usado para comparações de variáveis. O nível de significância estatística foi estabelecido em 95%. Resultado: Foi identificado no presente estudo que há diferença relevante entre o perfil de estilo de vida de indivíduos que realizam exercício físico regular comparado a aqueles que não o realizam e que os componentes que mais contribuem para essa diferença são a atividade física (d=2,5) e o relacionamento social (d= 1,5). Conclusão: Observamos que há uma tendência de indivíduos que praticam exercícios físicos, serem mais sociáveis e valorizarem os benefícios do relacionamento em sua vida pessoal, possuindo um padrão de estilo de vida mais positivo. Ações sociais que estimulem atividades físicas e seus efeitos são de extrema importância para a saúde da população em geral.


Palavras-chave


estilo de vida, qualidade de vida, atenção primária à saúde, estratégia da saúde da família.

Texto completo:

PDF