ANÁLISE DAS CONDIÇÕES SANITÁRIAS DE UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA COM BASE NO REFERENCIAL SOBRE PROCESSO DE TRABALHO

Helen Ingrid Vieira Barreto, Mariluce Karla Bomfim de Souza

Resumo


Este estudo teve por objetivo analisar as implicações das condições sanitárias das Unidades de Saúde da Família (USF) tomando por referência os elementos constitutivos do processo de trabalho em saúde. O estudo foi realizado na capital do estado da Bahia, em 15 USF. Foram realizadas quinze entrevistas semiestruturada e um grupo focal. A análise do conteúdo apresentou-se em quatro categorias: agentes, objeto, meios e instrumentos, e finalidade. Os resultados apontam que as ações dos agentes com o objeto são dificultadas pela limitação do espaço físico, falta e inadequação dos materiais, e trabalho insalubre. Sobre os meios e instrumentos, identificou-se que as condições sanitárias de algumas USF dificultam a finalidade do trabalho. Neste sentido, os achados apontam para a necessidade de adequação da estrutura física, disponibilização dos recursos materiais de qualidade e priorização na agenda política sobre maiores investimentos na Atenção Básica, de forma a valorizar a ambiência das USF. 


Palavras-chave


Estratégia de Saúde da Família. Perfis Sanitários. Trabalho.

Texto completo:

PDF