PRÉ-NATAL DO PARCEIRO NA PREVENÇÃO DA SÍFILIS CONGÊNITA

Heloisa Helena Lemos Horta, MAYARA FIDELIS MARTINS, Taymara Fernanda Nonato, Monica Isabel Alves

Resumo


O presente estudo trata-se de uma revisão bibliográfica que tem como objetivo destacar a importância do envolvimento do parceiro durante a gestação para saúde do trinômio (gestante-bebê-parceiro), enfatizando a prevenção da sífilis congênita na extensão da assistência pré-natal do parceiro. Foi realizado um levantamento nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), de produções bibliográficas relacionadas ao tema, selecionando-se 17 artigos publicados em português e em inglês, entre 2001 á 2014. Os resultados demonstram que embora haja políticas públicas para acolher e prestar assistência integral a gestante e ao bebê, complicações referentes às doenças preveníveis durante a gestação e transplacentária ainda apresentam valores elevados, como a sífilis congênita. A enfermagem tem um papel fundamental neste contexto, pois acompanha a gestante durante toda a gravidez, parto e puerpério, acompanhando, orientando e acolhendo o trinômio gestante-bebê-parceiro. Conclui-se que o pré-natal do parceiro é uma estratégia recente e que sua presença durante a assistência pré-natal reduz violência doméstica, depressão puerperal, fortalece vínculo e tem proporcionado detecção precoce de sífilis e consequentemente de sífilis congênita.


Palavras-chave


Assistência pré-natal; atenção á saúde; sífilis congênita.

Texto completo:

PDF