CARACTERÍSTICAS DOS ACIDENTES ESCORPIÔNICOS EM JUIZ DE FORA - MG

Priscila Larcher Carneiro Santos, Francislene Juliana Martins, Rita de Cássia Padula Alves Vieira, Luiz Cláudio Ribeiro, Benilson Beloti Barreto, Isabel Cristina Gonçalves Leite, Nádia Rezende Barbosa

Resumo


O escorpionismo representa um importante problema de saúde pública em países tropicais e subtropicais. Este estudo retrospectivo estabeleceu o perfil dos acidentes causados por escorpiões ocorridos no período de janeiro de 2002 a dezembro de 2007, no município de Juiz de Fora/ MG. Foram registradas 378 notificações de acidentes causados por escorpiões, de maior ocorrência na zona urbana (82,8%), no período quente/chuvoso do ano (57,1%) e de casos leves (79,9%). O tempo decorrido para o atendimento foi de até 6 horas (85,5%), sendo os membros superiores os mais atingidos (49,7%). Tityus serrulatus foi a espécie responsável por 63,4% dos casos. Os indivíduos acometidos eram principalmente do sexo masculino (61,6%), raça branca (26,5%) e idade média 37±20 anos. A elevada incidência (12,77 casos/100.000 habitantes) de acidentes confirma o município como uma área endêmica em escorpionismo, justificando a necessidade de elaboração de estratégias de controle e prevenção de acidentes.

Palavras-chave: Epidemiologia. Escorpiões. Saúde Pública.

 


Palavras-chave


Epidemiologia. Escorpiões. Saúde Pública.

Texto completo:

PDF