A produção de sentidos sobre a saúde bucal: do lúdico à realidade

Adriano Maia dos Santos, Lívia Lima Nogueira dos Santos, Claudia Cerqueira Graça, Ioni Santos da Mata

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar os sentidos das concepções sobre saúde bucal para um grupo de trinta e nove mulheres, pois acredita-se que conhecê-los é relevante para construção de novas abordagens em educação em saúde. A coleta de dados ocorreu em dois momentos: 1) questionário; 2) coleta de informações pela técnica da história oral (grupo focal). O questionário caracterizou o grupo de mulheres, enquanto que o uso da técnica da contagem de história permitiu aproximação com as vivências do grupo focal, transitando entre a fantasia e a realidade, construída por meio de seus olhares e percepções. Nota-se que a forma como os sujeitos da pesquisa percebem sua saúde bucal, suas necessidades e o modo como pretendem solucionar os seus problemas, nem sempre condizem com o esperado pelos profissionais de saúde. Nessa perspectiva, a educação em saúde, sustentada por uma abordagem problematizadora, possibilita o conhecimento aproximado das necessidades das pessoas acerca dos seus problemas.


Palavras-chave


Educação em saúde. Saúde bucal. Saúde da mulher

Texto completo:

PDF