Diferenças Culturais Entre Profissionais de Saúde e Clientela Acerca do Nervoso: da Distância à Compreensão da Diversidade

Maria Liana Gesteira Fonseca

Resumo


O presente artigo tem como objetivo traçar um panorama a respeito das publicações acerca do nervoso, código cultural hegemônico entre as classes populares para designar estados de sofrimento simultaneamente físicos e mentais. Tais estados constituem-se como importante demanda nos serviços de saúde. A metodologia usada foi a revisão bibliográfica não exaustiva, através da consulta aos principais autores da área, assim como suas próprias referências. As conclusões apontam para a diferença entre as concepções de corpo, dor e sofrimento das visões médico-psicológicas e a concepção do nervoso, hegemônica entre as classes populares, usuárias dos serviços públicos de saúde. A compreensão e o respeito acerca da diferenças entre esses códigos culturais são condições sine qua non para uma aproximação entre profissionais e clientela.


Palavras-chave


Nervoso; Saúde Mental; Sofrimento

Texto completo:

PDF