Casa de Família - uma reflexão poética sobre a visita domiciliar e a produção de conhecimento

Maria Amélia Medeiros Mano

Resumo


A presente reflexão traz a visita domiciliar sob a perspectiva histórico-poética, na intenção não só de ressaltar a importância técnica e a abrangência de tal prática, mas, também, ampliar olhares e possibilidades dentro do contexto da Saúde da Família. A partir da revisão teórica de outros referenciais, entre eles, a arte, alguns trabalhos da área das Ciências Humanas, bem como experiências exitosas, foi resgatada a dimensão subjetiva. A inserção de outros referenciais pode ser uma possível estratégia de sensibilização de estudantes para a ação que não deve ser tratada somente como um meio, mas também como fim. A visita domiciliar deve se constituir como prática valiosa com produção de saberes e subjetividades e, cada vez mais, outras ciências e saberes podem ser incorporados como elementos na construção de um conhecimento sensível e transformador. 


Palavras-chave


Visita Domiciliar. Produção de Conhecimento. Subjetividade

Texto completo:

PDF