Assistência e Gestão: interface entre modos tecnológicos de intervenção em um hospital público de ensino

Edna Aparecida Barbosa de Castro, Auta Iselina Stephan-Souza

Resumo


A proposição apresentada por este texto tem como referência a construção do módulo ambulatorial do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) - Centro de Atenção à Saúde (CAS), atualmente integrado à rede de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). Esse novo espaço institucional de saúde, inaugurado em 2006, foi projetado para incorporar, além de nova concepção arquitetônica, completa tecnologia de diagnóstico, uma modalidade assistencial e de gestão inclusiva na Macrorregião Sudeste de Minas Gerais. Considerou a especificidade de ser um hospital que objetiva a formação profissional a partir da graduação, o desenvolvimento de ciência e tecnologia em saúde e da assistência aos usuários do SUS. As discussões conceituais desenvolvidas ao longo do processo de construção desencadearam um processo de busca por mudanças das práticas assistenciais e de gestão do cuidado institucional de saúde a partir do nível secundário. Inicia-se uma discussão em torno da possibilidade de aproximação entre os modos de intervenção existentes no hospital de ensino, especificamente a assistência e a gestão. A problematização acerca da interface existente entre esses objetos que se encontram em áreas de conhecimento distintas originou a concepção de modos tecnológicos de intervenção em saúde. Incorporam-se pesquisas e estudos contemporâneos sobre as tecnologias assistenciais e de gestão em saúde, apoiando-se em autores que contribuíram para a implantação do SUS e para a elaboração de políticas públicas voltadas para a integralidade do cuidado de saúde à população brasileira de modo universal e equânime. 

                                                                                                              


Palavras-chave


assistência em saúde; cuidado; acolhimento; gestão pública; hospital de ensino

Texto completo:

PDF